??????????????

"Gasóleo vai subir 4 cêntimos no início do ano". 
in DN em 21/12/10

Quando li este título fiquei aterrado. Não sei bem porquê. Tenho uma ligeira sensação de que isto já aconteceu. Tenho uma ligeira sensação de que este título está desactualizado, desfazado e não faz justiça ao facto (tenha ele acontecido ou não). Será isto uma previsão? Ou será, antes, uma notícia? Ou as duas? O que é que o editor jornaleiro pretende com tal revelação? 

Primeiro, se se trata de uma previsão, então, a perspectiva evidenciada é extremamente aterradora. Normalmente, os combustíveis aumentam sem direito a aviso prévio, ao contrário das raras vezes em que descem, em que cegamos de tanta luminosidade artificiosa. Se optam por nos revelar tal conhecimento é porque, meus caros, preparem-se que o assalto às carteiras a pretexto do aumento dos combustíveis, vai ser de arromba. 

Segundo, também se trata de uma notícia, embora essa não tenha sido, presumivelmente, a vontade do "ardina". Afinal, quantos "4 cêntimos" tem aumentado o gasóleo nos últimos anos desde  a liberalização dos preços, determinada por esse "grande português e Europeu", Durão Barroso, que utilizou essa medida como o bilhete mais caro para o mais rápido transporte de Lisboa-Bruxelas?

Terceiro, como notícia, o título escolhido para a primeira página desse órgão peca por muiiiiito escasso, pois esses 4 cêntimos não serão 40?

Quarto, como previsão, querem apostar que também pecará por defeito? aguardam-se apostas para o valor dos aumentos do gasóleo para 2011!

E eu pergunto, por fim. Há mais de 10 anos que a electricidade, telefone, àgua, combustíveis, gás, pão...aumentam muito acima da inflação. Há mais de 10 anos que os nossos salários não aumentam acima da inflação. 

Ainda dizem, esses obscuros tiranos açambarcadores e amordaçadores da nossa democracia, chamados de "os mercados", que os nossos salários têm de descer. Ainda não chega? Demorem a acordar e depois peçam contas ao "mercado" que vão ver o que vos acontece.


Hugo Dionisio
Reacções:

2 comentários: