Tanto trabalho exige ainda mais motoristas!



 Muitos motoristas? Passos tem 11 e Portas 8... Acham muito? Bem, se for cada um por aldrabice... É que cada um que os acompanhe tem de ser encostado, não vá dar com a língua nos dentes. lembram-se daquele motorista que diz ter levado uma mala de dinheiro a casa do Portas? Esse nem conta para os 8, mas percebe-se porquê! Agora somem tudo e pensem... Serão assim tantos?


O cabelinho lambido, a fatiota italiana, o sapatinho “mocassim”, as idas diárias ao cebeleireiro, toda a indumentária muito “metro” de quem passa horas ao espelho antes de sair de casa, davam a entender o que estava para acontecer…

Então, tal como não se pode andar sempre com a mesma camisa, o mesmo fato e o mesmo sapatinho, porque que raio é que se deveria andar sempre com o mesmo motorista?

Eu tenho mais do que tu... Toma, toma! Passos dixit

Paulinho, porque é vice “apenas” tem direito a 8 (?) motoristas! Já Passos, porque é Primeiro, já pode contar com a módica quantia de 11 motoristas! Ou seja, têm mais motoristas do que neurónios!

É claro que não se pode ir ao cabeleireiro e ao Spa com o mesmo motorista, não é? Parecia mal, parecia coisa de pobre. Afinal que paga…

Por outro lado, porque é que o paquete, a secretário e técnico do gabinete não podem deslocar-se de motorista? É uma questão de dignidade! Se trabalham no gabinete do Primeiro Ministro e do Vice-Primeiro Ministro, deslocas-te a pé ou de transportes públicos? Nem pensar. O que iriam pensar as pessoas?

Até o gato tem de andar de motorista, afinal é o gato do Primeiro Ministro. Não é um gato qualquer! Afinal, de que vale estar perto do poder se não se usufruir, mostrar e abusar dele?

Agora a sério, Portugal continua a ser governado como há 500 anos. A importância de cada um afere-se em função da sua proximidade – física – ao poder. Tal como no tempo dos monarcas, o mais importante era o camareiro real. Afinal era quem provia às necessidades quotidianas do todo poderoso.

Olha, vou só trocar de motorista e depois já falo contigo. Portas dixit

Logo, porque raio é que a secretária de passos (uma das 20 que lá tem) não pode andar de motorista à frente? Afinal, sempre assim foi, e não é culpa do governo.

Depois, depois, afinal no governo tratam-se coisas realmente importantes… Por exemplo:

O Álvaro Santos Pereira telefonou ao Passos e ter-lhe-á dito: “Ó chefe, o Salgado está-me a ligar por causa dos submarinos do Portas”… “Parece que o prazo não chega para renegociar e pagar as luvas a toda a gente”.




Primeiro decide-se, depois fundamenta-se. In Principios de Advocacia de Morais Sarmento

Ao que Passos responde: “Pudera”! “Somos alguns quinhentos a mamar disso”, “vá lá pá, aprova lá mais quatro anos de prazo de renegociação, não vá o diabo tecê-las e as pontas ficarem todas soltas”.

O resto já sabemos, Álvaro aprovou mais quatro anos de prorrogação do prazo para renegociação da entrega e contrapartidas dos submarinos “tridente” de Portas. Mas, Alvarinho, como alguém lhe chamou, precisava de uma fundamentação técnico-jurídica. Foi fácil, no dia 1 de Outubro de 2012 Alvaro Santos Pereira aprovou a decisão. Em 17 de Dezembro, Morais Sarmento emitiu o parecer, na qualidade de advogado, que fundamentou(!!!!) a decisão.

Pois, já sei o que estão a pensar. É que Dezembro é depois de Outubro. Pois é. Mas o “engulho” nãos e fica por aí. É que Morais Sarmento tinha sido, em 2004, o Ministro (da Presidência) que contratou o consórcio Alemão.

Todos sabemos que o faz para Portas. Todos sabemos que o BES (ou o GES) foi a entidade intermediária e que todos, no fim, do CDS, ao Portas, do PSD a Sarmento, ganharam milhões de Euros com o negócio.

Portanto, como vêem, muita coisa importante se trata naqueles corredores. Logo, o que são 19 motoristas no meio disto tudo? Nada!

Queriam desmascarar o Portas, Passos e Cia? Mandem postais...

Como nada é o que a Comissão Parlamentar vai ter sobre o caso dos Submarinos. Vejamos o que deu o pedido do PS para consultar documentos na posse do Banco de Portugal sobre compra de material militar e o BES:

“A maioria parlamentar, PSD e CDS/PP, chumbou esta manhã um requerimento do PS para que a comissão parlamentar de inquérito, que investiga várias compras de material militar, tivesse acesso a documentação do antigo BES relacionada com a compra dos dois submarinos para a Marinha.Os documentos, agora na posse do Banco de Portugal, poderiam permitir qual o destino de 30 milhões de euros que o consórcio alemão que vendeu os navios a Portugal pagou à ESCOM, uma empresa que chegou a pertencer ao Grupo Espírito Santo”. In DN Política em 04/09/2014

Portanto, trabalha-se muito naqueles antros de poder. Trabalha-se tanto que são precisos muitos motoristas para levar a cambada a todo lado, o mais rápido possível. O tempo é precioso. Quem trabalha assim tão bem, e com tanta determinação, não merece mais um motoristazito?

Sarmento que o diga, quando vem à televisão, armado em pessoa séria e sabedora, dizer-nos o que é bom, ou mau, para o País.

Lata? Não… É só falta de vergonha. Afinal esta dos motoristas deve ter a ver com o combate ao desemprego. Ou não?
Reacções:

0 comentários: