A manipulação não faz greve de certeza

A manipulação não faz greve de certeza


É incrível a veemência com que os jornaleiros, por contingência politica, promovidos a (pseudo) jornalistas, ou os paineleiros, por rastejamento politico, promovidos a comentadores, desenvolvem a sua acção manipulativa.

Fazem-no sem dó, nem piedade. Fazem-no porque lho mandam fazer. Fazem-no porque eles, já de si próprios, são produto de manipulação. Principalmente, da manipulação da verdade.

Gravações esquecidas

Manuel Nogueira, Dirigente da Fenprof foi bem claro na sua comunicação. "O sr. Ministro da Educação não nos fez qualquer proposta relativa a um compromisso para a alteração das datas dos exames". "O Sr. Ministro mentiu e a Fenprof vai pedir a divulgação das gravações da reunião".

Manuel Nogueira disse-o vezes sem conta, uma após a outra. Ainda na segunda feira o repetiu. Ora, o que fazem jornaleiros e paineleiros? Fingem não ouvir o que até o surdos ouviram, tak o númerod e vezes que foi escrito.

Continuam, como o Director do pasquim "I" - não é a toa que não vende - a distinguir entre sindicatos da CGTP-IN e da UGT, porque os primeiros não terão querido aceitar o compromisso.

Quer dizer, este sr. director de pasquim, ouviu, leu e até terá escrito o que Manuel Nogueira referiu ter sido uma mentira descarada do Sr. ministro. E o que fez este senhor? Investigiu? Esperou? Perguntou? Nâo! Apagou da sua memória a dúvida levantada. Claro, apenas porque levantada por alguém da CGTP-IN, o que lhe fez levantar os seu preconceitos antidemocráticos. Senão, ao menos, questionariam o sr. ministro sobre o assunto.

Ora, a certeza absoluta de que o ministro mentiu e de que as gravações nunca virão à luz vem com o seguinte facto...Nenhum jornaleiro da comunicação social corporativa perguntou ao ministro para comentar a duvida levantada por Mário Nogueira. E esta hein?

Então um dos principais interlocutores chama mentiroso ao outro, indica a possibilidade de recolha de prova factual comprovativa e ninguém pergunta à outra parte se quer desmentir, atacar ou denunciar algo? Nâo, não perguntam! E sabem porquê? Porque já sabem a resposta. E sabendo, é melhor não falarem no assunto e continuarem o ataque gratuito ao direito à verdade dos factos.

E então? A manipulação desta gente não pára, nem perante a verdade dos factos.


A "nova" forma de comunicar - ou de mentir!

Hoje de manhã, na RTP, foi bem visível o efeito do que o governo e Poiares maduro chamaram de "novo ciclo para a comunicação do governo".

No meio do jornal matinal, sem quê nem para quê, aparece uma suposta notícia da OCDE. "professores portugueses foram mais aumentados do que os seus congéneres europeus". Engraçado não! Então, prosseguia a notícia com a seguinte exposição: "Os portugueses foram aumentados 12% e os europeus 3% em média". "Os portugueses trabalham 880 horas ano e os europeus 780 horas ano".

Pois é. Com os despedimentos de professores, os restantes aumentaram o número de horas e com esse aumento, o montante liquido mensal, em virtude das horas a mais que prestam. Será isto um aumento? Claro que não!

O Pivot jornalista nem comentou. Nada havia a comentar. Noticia encomendada, colocada à pressão, a seguir à noticia dos exames só para denegrir os professores. Os mais incautos dirão: "então estes tipos queixam-se e ganham mais do que os outros"?


O monumental Re-falhanço

Gaspar, depois de a divida ter subido para mais de 127%, de os juros da mesma terem voltado a subir nos últimos dias, de a despesa ter subido 5,2%, e depois de muitas outras desgraças, veio dizer mais uma vez que: "estamos no bom caminho".

Segundo o soporífero Ministro - que repete sempre a mesma cantiga - as contas estão dentro dos limites da Troika. Claro! A troika está fazer tudo tão bem! Os limites estão sempre a aumentar, mas está tudo bem! Nenhum dos indicadores importantes baixa, mas está tudo dentro dos limites.

Claro, só ele sabe que para a troika o limite não existe. O limite é a desgraça total e absoluta do país. Ele pensa que nós não sabemos que ele sabe. O que o faz ainda mais B****.  Pior que o mau é aquele que é mau e pensa que nós pensamos que ele é bom! O Sr. Vitor Gaspar, o primeiro ministro sombra, acha que tem muita credibildade.

Ora, uma notícia destas no dia de hoje só pode ser para quê? Para desmobilizar da Greve Geral.


Só uma solução

Perante tal estado de coisas só nos resta, aderir à GReve, ira para a Rua, fazer como no Brasil. Então o governo deles recuou. Sabem prquê? Porque viram que o povo não estava para brincadeiras. E vocês? Estarão?

À luta!
Reacções:

0 comentários: