Estás farto deste governo? Começas aos saltos de raiva quando com o Passos Coelho? Tens pesadelos com o Gaspar? Tens ataques de pânico quando vês alguém do governo? Tens ataques de sonolência quando ouves o Cavaco? Apetece-te partir a televisão quando ouves o Primeiro Ministro prometer algo que sabe à partida não poder cumprir? És daqueles que achas que isto só lá vai à bruta e as palavras já não chegam?

O que estás à espera para aderir à greve geral de 27 de Junho? Estás à espera do quê? De que alguém lute por ti? Podes mas é esperar sentado! Deves mas é estar à espera que um milagre venha e transforme isto tudo...Deves mas é estar à espera que todos os outros (menos tu) se juntem para obterem os resultados que tu não contribuis para alcançar...Deves mas é estar à espera que os teus direitos te caiam em cima do colo sem nada teres de fazer...Deves mas estar é a ver qual é a forma mais fácil de nada fazeres e poderes continuar a lamentar o azar de nasceres num país destes.

Faz-te mas é a vida...meu. Assume-te e torna-te digno da herança que aqueles que lutaram pelo 25 de Abril  te deixaram. Não te transformes no derrotado que, em democracia, perdeu aquilo que outros conseguiram, em ditadura. Faz mas é greve, participa, denuncia e mobiliza que é para isso que foi feita a democracia e a liberdade. A liberdade nasceu para ser usada. Deixa-te de cobardias e de tangas e faz mas é greve!

És daqueles (ou daquelas) que no comboio, na camioneta ou no metro, se lamenta sem parar sobre o estado a que chegou o país? És daqueles que, quando vais no teu carro e ouves as notícias, começas aos gritos com o vizinho do lado porque achas que os culpados foram aqueles que votaram neste governo? És daqueles que te lamentas constantemente mas sabes que só o lamento não chega para mudar o que quer que seja? És daqueles que dizes que o o governo é composto por ladrões sem vergonha e que, corras ou saltes, o resultado é sempre o mesmo?

De que está à espera para fazer greve? Estás à espera que o governo caia por si só? Estás à espera de quê? De que alguém lute por ti? Espera mas é sentado! Não me venhas com aquela tanga - ai...eu até estou de acordo com a greve, mas não a posso fazer! Não me venhas com aquela que não fazes greve porque perdes um dia de salário. Quanto já perdeste estando calado? E o que ganharam todos os que as fizeram no passado? Julgas que os direitos que temos caem do céu? Não...meu caro...são o resultado de séculos de luta, de sangue, suor e lágrimas. Quem tem a riqueza, quem tem o poder, não os quer largar. Nunca quis. Portanto, deixa-te de balelas e faz-te mas é à vida. Junta-te à greve geral de 27/6.

És daqueles que às vezes acha que nem vale a pena votar porque os políticos são todos iguais? És daqueles que acham que isto o que é preciso é um sublevação popular em massa? És daqueles que praguejam todos os dias, todas as horas e todos os minutos contra a escumalha que tomou conta do país? És daqueles que acham que isto está entregue aos bichos e ninguém nos pode salvar? És daqueles que já não acredita em milagres e diz que as coisas estão cada vez piores?

De que estás à espera? Cala-te e faz greve! Torna-te um homem (ou mulher) e assume, de uma vez por todas, a importância de se ser livre numa sociedade de homens livres. Assume a responsabilidade que sobre cada um de nós recai, de deixarmos aos nossos filhos um mundo melhor do que o que temos agora. Deixa-te mas é de tretas, lamentas e tangas do tipo do "ái...isto não vale a pena", ou "ái...sozinhos não conseguimos nada, ái...se o vizinho do lado não faz, eu também não faço,  assume-te como homem ou mulher e luta pelos teus próprios interesses. Estás à espera de que lutem por ti? Espera mas é sentado!

Meus caros, Portugal só avança se for constituído por homens e mulheres livres. Homens e mulheres que não têm medo de assumir, em cada momento, a sua opinião, o seu descontentamento, a sua dignidade. Um povo sem coragem é um povo de dignidade. Um povo que não honra a luta do passado, é um povo que não tem direitos no futuro. Pior que o que nos tiram estes bandalhos governantes, é o que nós perdemos pela derrota que nos infringem. Porque é a derrota da dignidade, é a derrota da justiça e da verdade. Se achas que o 25 de Abril valeu a pena ser feito...não deixes que esta gente nos prive da sua glória. Essa é a maior derrota...essa é a maior perdição.

Vamos todos à greve com a força e a convicção de quem tem a razão. A razão da justiça, a razão da liberdade e a razão da democracia. Não se deixem pisar por gente vendida e sem dignidade, não se deixem vencer pelo medo e pelo receio de perder o que já não vos reconhecem... a dignidade.

Quando um governo nos mente e desrespeita continuamente é porque nada nos reconhece. Só podemos ganhar, não há nada a perder. Idos os anéis, de que estão á espera? que vos levem os dedos?

Coragem, vamos todos à greve. Na greve ninguém ficará sozinho. Mais um abanão e esta corja cai...ai cai. 

P.S. a queda do governo antes do final da legislatura será uma conquista democrática sem precedentes no nosso país. Será a vitória do povo sobre o jugo da elite financeira, arrogante e totalitária. Vamos mandar tudo abaixo...

Como diz o outro...Vai tudo Abaixo!!!!
Reacções:

0 comentários: